Selecione uma opção
Europa
Fora da Europa
NOTÍCIAS
Rui Rio: PSD aponta problemas na Saúde e desafia Governo a resolvê-los
16 de Abril de 2018
Rui Rio: PSD aponta problemas na Saúde e desafia Governo a resolvê-los

 

O Presidente do PSD dedica os próximos dias a alertar o País para os problemas que o SNS enfrenta. O objetivo é contribuir para que o Executivo os resolva de forma “rápida e capaz

 

Temos de olhar para a Saúde”, afirmou esta segunda-feira o Presidente do PSD, depois de ter visitado o Centro Hospitalar de Coimbra (CHUC), mais concretamente os Hospitais da Universidade de Coimbra e a Maternidade Bissaya Barreto. “Por isso, resolvi dedicar esta semana a inteirar-me dos problemas e a evidenciá-los para que o Governo possa, de uma forma mais rápida e capaz, eliminar os problemas que existem”, argumentou, acrescentando que as dificuldades se sentem em muitos pontos do País.

Rui Rio decidiu assim que, durante esta semana, alertaria o País para “os graves problemas” com que os cidadãos se estão a deparar. Referiu-se, por isso, à “grave carência de pessoal” e lembrou que “o Governo baixou as 40 horas [de trabalho semanais] para 35 horas”. “Na Saúde, isso é particularmente grave e origina graves carências ao nível da prestação de serviços por falta de profissionais (médicos; enfermeiros ou auxiliares)”, explicou.

O líder do PSD abordou “o agravamento das dívidas do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, acrescentando tratar-se de “dívida pública que, um dia, terá de ser paga”. Assinalou, também, que as “listas de espera têm vindo a agravar-se” e que prevalece “a falta de investimento em equipamentos, absolutamente, fundamentais para que possamos ter diagnósticos e tratamentos correctos”.  

 

Problemas resultam de “má gestão

Quando questionado pelos jornalistas sobre a possibilidade de entendimentos no que respeita ao setor da Saúde, Rui Rio foi explícito: “os acordos têm sempre que ver com questões de ordem estrutural e não com questões de governação”. Contudo, defendeu que se os partidos “quiserem conversar sobre alguma reforma de fundo no quadro do SNS, para isso estamos [PSD] disponíveis”. Quis, no entanto, assinalar que os problemas por si apontados resultam, “muitos deles, de má gestão”.

Para o Presidente do PSD, importa pois “defender e melhorar a qualidade” do SNS, “uma das grandes conquistas que tivemos após o 25 de Abril”. Na visita a Coimbra, Rui Rio quis destacar “serviços de qualidade”, dando o exemplo dos serviços de “Cardiologia ou o do professor Manuel Antunes [Serviço de Cirurgia Cardiotorácica e Transplantação de Órgãos Torácicos]”. Referindo-se à Maternidade Bissaya Barreto, salientou “a necessidade de construir uma maternidade nova, para que continuemos, em Portugal, a poder ter uma taxa de mortalidade infantil muito baixa”.

 

 

 

Rui Rio dedica semana ao setor da Saúde | Programa


Terça-feira, 17 de abril

  • Pelas 16h00, recebe a Associação Nacional dos Cuidados Continuados, na sede nacional do PSD.

Quarta-feira, 18 de abril

  • Pelas 10h00, reúne com o Sindicato Independente dos Médicos.
  • Pelas 11h30, reúne com a Ordem dos Enfermeiros, onde fará declarações à imprensa.

 

Quinta-feira, 19 de abril

  • Pelas 10h30, recebe a Ordem dos Farmacêuticos.

 

Sexta-feira, 20 abril

  • Pelas 10h00, visita a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.
  • Pelas 11h30, visita o Hospital Universitário de S. João, onde fará declarações à imprensa.

 

[Atualizado em 18.04.2018]

 

Saúde: Rui Rio em Coimbra